ARTIGO

Forno de refinaria mais produtivo com CFD

Estudo mostra como a Petrobrás desenvolveu melhorias em forno de refinaria de petróleo para aumentar a produtividade

 
A reação de combustão produz uma grande quantidade de calor, gerando efeitos causados por grandes diferenças de temperatura ao longo do equipamento. A partir desta situação, surge a necessidade de modelar todos os fenômenos envolvidos neste processo – turbulência, efeito de flutuação – para representar e compreender o comportamento do fluxo. Essa análise é importante para empresas que trabalham com o processamento e transformação do petróleo, seja em gasolina, diesel, lubrificantes, nafta, entre outros.

A Petrobrás, por exemplo, investe nessa tecnologia e utiliza os recursos da modelagem para expandir a produção atual de 2,1 milhões de barris de petróleo por dia (bpd) para 3,3 milhões de bpd até 2020. O CENPES – Centro de Pesquisas da Petrobras – trabalhou com a ESSS em um estudo de Fluiodinâmica Computacional (CFD) para expandir a capacidade de um único forno por meio da inclusão de um novo arranjo de tubos entre a câmara de radiação e a zona de convecção.

O artigo “CFD Evaluation of a New Burner Arrangement inside a Refinery Single-Fired Furnace” apresenta como foi possível, através da utilização do software ANSYS FLUENT, melhorar a eficiência do forno de refinaria.

 

COMPARTILHAR