Blog ESSS

O maior arquivo de conteúdo sobre simulação computacional da América Latina.

A importância do marketing na engenharia

Institucional Channel Partners

Assim como em outros setores, o marketing na engenharia se tornou fundamental para as empresas que querem crescer. Por meio de uma boa estratégia, as empresas conseguem divulgar seus serviços, construir uma boa imagem e reforçar o relacionamento com os clientes.

No entanto, é preciso encontrar as ferramentas certas e investir nas melhores ações para cada tipo de negócio ou cliente. Neste artigo, você vai entender porque é tão importante investir em marketing na engenharia e como fazer as melhores escolhas para o seu tipo de negócio. 

Por que investir em marketing na engenharia?

Há quem acredite que o marketing é uma necessidade apenas para empresas que estão começando. No entanto, empresas que estão há muito tempo no mercado e já construíram sua reputação no mercado também precisam do marketing. O mercado evolui, os clientes mudam e uma imagem precisa ser reforçada para se constituir. Por isso, o marketing na engenharia é para todos.

Empresas investem em marketing por diversos motivos. Uma nova empresa, que ainda está conquistando os primeiros clientes precisa ser vista para ser conhecida. Nesse sentido, o marketing é uma forma de divulgação, capaz de atingir grupos diferentes.

Por outro lado, se a empresa já está no mercado há um tempo, mas decidiu atuar em outro setor, é como se estivesse começando do zero. Investir na divulgação para atrair esse novo público é fundamental. Assim, é possível alcançar clientes que ainda não conheciam a atuação da empresa.

Diversas empresas no Brasil começam sem planejamento e com pouca estruturação. Isso significa que não foi feito um estudo de quem são os clientes, o que eles esperam do negócio ou quais produtos e serviços gostariam de consumir e contratar. O marketing na engenharia pode ajudar a estruturar essas informações, com um mapeamento de quem é o cliente e quais são as suas expectativas.

Empresas que estão há muitos anos no mercado também podem usar o marketing para entender como está a visão dos clientes sobre elas. A partir das informações obtidas, consegue identificar pontos de melhoria e o que pode mudar para melhorar o seu atendimento e relacionamento com o cliente.

Existem diversas formas de aplicar o marketing na engenharia de cada empresa, com diferentes objetivos. Para alcançá-los, no entanto, é preciso entender mais sobre o assunto. A seguir, você vai ver como aproveitar as vantagens do marketing para empresas de engenharia quais ações adotar no seu negócio.

Como fazer marketing na engenharia?

O principal desafio das empresas de engenharia é entender o potencial do marketing para seus negócios. Depois que esse obstáculo é ultrapassado, vem um desafio ainda maior: identificar quais as melhores ações e ferramentas para cada cada necessidade. Conheça um pouco mais sobre cada uma delas.

Site

O site é o cartão de visitas da empresa. Todas as informações importantes sobre o negócio estão nele – ou devem estar. Embora tenha a função de informar o cliente, o site não pode ter apenas um caráter informativo, caso contrário, seria uma página na web com todos esses dados.

O site também é uma vitrine, o atrativo inicial da empresa. Esse primeiro contato que ele promove entre o cliente e a empresa pode ser determinante para o início do relacionamento. Além disso, é preciso pensar de que forma o cliente vai chegar até o site, ou seja, onde ele será divulgado ou como será posicionado nos motores de busca.

Usar as palavras-chave que representam o negócio e linkar com outras estratégias, como blog e redes sociais, é fundamental para que o cliente chegue até o site.

Blog

O blog é um ambiente onde a empresa produz conteúdo sobre o conhecimento que detém e suas especialidades e divulga para que o público em geral tenha acesso. Uma empresa de engenharia civil focada na construção de imóveis residenciais, por exemplo, pode produzir conteúdo sobre esse tipo de construção.

Quem está construindo quer saber por onde começar, como desenvolver um  projeto, quais materiais serão necessários, como orçá-los, onde encontrar mão de obra qualificada, entre outras dúvidas. 

Ao produzir conteúdo sobre esse assunto e compartilhar em um blog, a empresa constrói uma reputação e passa a ser vista como especialista. Dessa forma, quando o cliente precisar contratar um engenheiro, vai pensar naquela empresa que construiu sua imagem. 

Redes Sociais

As redes sociais fazem parte da vida das pessoas, elas utilizam como um recurso de distração, mas para muitas empresas é uma ferramenta importante de trabalho. Por meio das redes sociais, é possível alcançar pessoas que não teriam contato com a empresa de outras formas. 

No entanto, é preciso avaliar quais redes atendem melhor a empresa. Isso vai depender do tipo de rede social, do público que utiliza aquela rede e dos objetivos da empresa com ela. O LinkedIn, por exemplo, é uma rede social profissional, que reúne profissionais interessados em ter mais informações sobre a rotina de trabalho nas empresas, vagas, desenvolvimento profissional etc.

Uma única empresa pode usar diversas redes sociais e se posicionar de formas diferentes em cada uma delas, mantendo um posicionamento estratégico e uma postura consistente com os seus objetivos. Para isso, é preciso conhecer cada uma delas e analisar o interesse que cada perfil de usuário pode ter.

E-mail

O e-mail é uma ferramenta que já passou por altos e baixos. Já houve momentos em que ela foi vista como ultrapassada e chegaram até a decretar o seu fim. Porém, ela segue firme e forte. A principal vantagem do e-mail é que você consegue conversar com um número grande de pessoas, mas com uma mensagem personalizada para cada grupo, como se estivesse conversando com cada pessoa individualmente.

Além disso, você tem mais segurança de que a sua mensagem foi entregue e consegue saber se os clientes abriram a sua mensagem e interagiram com ela, clicando nos links etc. Por outro lado, ela exige mais cuidado, depois que a mensagem é enviada, não é possível apagar, no máximo enviar uma errata. Envios repetitivos e em excesso também podem prejudicar sua estratégia, irritando seus clientes.

Eventos on e offline

Eventos online e offline são formas de atrair um público maior e diferente, construir um relacionamento e a reputação da marca no mercado. Por meio dos eventos, a empresa consegue capturar os dados do público e utilizá-los no futuro para o envio de mensagens segmentadas.

A empresa consegue criar campanhas específicas, oferecer vantagens, benefícios e vender produtos. É importante construir um bom relacionamento durante o evento para que no momento em que o contato for feito, o cliente se recorde da empresa e não responda com um comportamento negativo.

A captação de leads deve ser feita de forma transparente para que o cliente saiba que em algum momento será contatado.

Quer conhecer mais sobre estratégias de marketing na engenharia? Confira 4 dicas para alavancar suas vendas.

Qual a importância do  marketing de software?

O marketing é um conceito amplo, que abrange muitos aspectos de negócios. Sendo assim, é interessante investir em marketing para empresas que têm objetivos diferentes, como a divulgação e a venda de softwares, por exemplo. 

As empresas devem investir em marketing para a construção da sua imagem, mas também devem investir na divulgação de produtos e serviços específicos. O marketing de software ajuda as empresas a atraírem mais clientes e a convencê-los de que aquela tecnologia é a mais interessante para o negócio naquele momento. 

No entanto, antes de começar a adotar ações de marketing de software, é preciso entender mais sobre a jornada de compra do cliente, como o ciclo de vendas e pós-vendas é estruturado, além de outros fatores.

Conhecendo o comportamento do seu cliente

Antes de investir em qualquer estratégia, você precisa saber quem é o seu cliente e como é o comportamento dele em relação à descoberta, interesse, compra e uso de um software. Ter essa visão é importante, pois vai direcionar em quais ações você deve ou não investir, além de identificar a melhor abordagem para cada perfil de cliente.

Conhecendo o seu público, você vai poder se posicionar adequadamente no mercado, entregar o conteúdo interessante para atrair o cliente e desenvolver argumentos de venda eficazes para convertê-lo. Por isso, muitas empresas investem no desenvolvimento de personas, que são descrições detalhadas do seu perfil de cliente ideal.

A descrição da persona ajuda a mapear quais são as dores, os interesses, objetivos e objeções dos clientes. São informações que você deve usar para se direcionar na hora de se comunicar.

Entendendo a jornada de compra 

A jornada do cliente pode ser dividida em quatro etapas. Cada uma delas é importante e exige uma estratégia diferente para que o cliente seja abordado e convencido em avançar para a próxima etapa. Conheça cada uma delas a seguir.

  • Aprendizado e descoberta: o cliente começa a apresentar os primeiros sinais de dúvida ou interesse sobre um assunto.
  • Reconhecimento do problema: nesse momento, a partir das informações que ele encontrou, o cliente identifica que tem algum problema e precisa solucioná-lo. É bastante comum que ele use a internet para buscar formas de resolvê-lo.
  • Consideração da solução: o cliente encontra o que precisa para solucionar o seu problema, mas ele ainda está avaliando qual é o melhor custo-benefício, antes de fechar negócio.
  • Decisão de compra: depois de pesquisar muito, o cliente decide por comprar ou contratar com uma empresa específica.

Hoje em dia, com os consumidores mais conectados à internet, todo esse processo pode acontecer sem que o cliente converse com um vendedor ou procure uma loja física. 

Ele pode pesquisar, decidir contratar e efetivar a contratação sem sair de casa, apenas usando a internet. Isso é muito comum, principalmente, com SaaS (Software as a Service ou Software como um Serviço), um modelo de comercialização, onde o sistema é desenvolvido e fornecido online.

Venda e pós-venda

Depois que o cliente foi conquistado, ainda não há nada garantido. O cliente pode desistir do contrato caso não tenha uma boa experiência com a solução, não receba suporte da empresa ou seja mal atendido. Ou seja, o trabalho está só começando.

Além de oferecer todo o suporte enquanto o cliente ainda não foi conquistado, a empresa precisa conquistar esse cliente depois que ele fechou o contrato. Isso quer dizer que é preciso oferecer um atendimento ativo, resolutivo e disponível para que o cliente receba todo o suporte que precisa durante todo o período de contratação.

Nesse momento, o marketing não é suficiente se a preocupação e o cuidado com o cliente não forem genuínas. Investir em marketing é fundamental para todas as empresas que querem crescer, se destacar e se posicionar no mercado.  Porém, antes de começar a investir em qualquer estratégia, a empresa deve se informar e conhecer as ferramentas e ações que podem ser usadas. 

Dessa forma, a empresa conseguirá se comunicar com o cliente certo e vender a solução que melhor atende o seu problema. Isso evitará problemas de expectativa entre o que o seu cliente esperava e o que a sua empresa pode oferecer. Por isso, é importante contar com os parceiros certos em todo o processo.

Com a ESSS / Ansys Channel Partner, você tem todo suporte na venda dos softwares Ansys, além de apoio de marketing para vender as soluções da empresa.  Saiba mais!



Computer Simulation Specialists

Possui mais de 25 anos de atuação e reúne experiência e conhecimento em engenharia e ciência da computação, oferecendo ao mercado soluções completas em simulação computacional e desenvolvimento de software científico em engenharia. Destaca-se nas áreas de análise estrutural, fluidodinâmica, eletromagnética e simulação de partículas.


Mais Conteúdos