Blog ESSS

O maior arquivo de conteúdo sobre simulação computacional da América Latina.

Melhores práticas para o gerenciamento de materiais

Indústria Tecnologia de Simulação

O material certo pode melhorar a confiabilidade do seu produto, destacá-lo da concorrência e economizar custos associados à fabricação ou às operações. No entanto, o número de materiais disponíveis aumentou drasticamente nas últimas décadas. A maioria das empresas se deu conta de que as informações sobre materiais têm um papel crítico a desempenhar no desenvolvimento de produtos. Ainda assim, muitas não estão usando as melhores práticas para coletar, gerenciar e aproveitar as informações sobre materiais.

Os dados de materiais são usados em vários estágios do processo de desenvolvimento do produto. Por exemplo, um projetista pode atribuir um material a um componente em CAD (desenho assistido por computador) para determinar o peso de um produto. Um analista de simulação pode atribuir um modelo de material específico em um software CAE (engenharia assistida por computador) para executar uma simulação com mais precisão. É claro que basear projetos ou simulações em dados de material incorretos pode ter efeitos catastróficos.

O número de materiais disponíveis para o design de produtos está crescendo exponencialmente.

O número de materiais disponíveis para o design de produtos está crescendo exponencialmente.

O desafio da consistência de materiais

Alguns dos desafios mais comuns enfrentados por equipes de projeto e simulação em informações sobre materiais são causados por silos de dados desconectados, formatos inconsistentes, várias equipes usando dados e mudanças nas informações ao longo do tempo. O gerenciamento de informações sobre materiais não é um processo de “definir e esquecer”.

Somando-se a este desafio, dados corretos sobre materiais significam coisas diferentes para pessoas diferentes. Por exemplo, o material correto pode ser:

  • Um material que ainda está disponível no mercado ou que se origina de um fornecedor preferencial.
  • Um material para o qual o conjunto de dados está completo e para o qual todas as equipes envolvidas no desenvolvimento do produto possuem as propriedades de que precisam.
  • Um material que é o mais barato disponível, o mais leve, o mais forte, etc.

Esses desafios não são intransponíveis. Existem ações simples que você pode realizar para evitar o uso do material incorreto. A chave é garantir acesso rápido a informações consistentes de materiais pelas equipes de projeto e simulação.

Mas de que forma? Empresas já tentaram várias soluções e algumas acabaram criando efeitos colaterais indesejados. As implicações de usar uma solução em vez de outra nem sempre são óbvias no início, então os problemas não são identificados até que um processo material seja implementado. Exploramos algumas das soluções tradicionais, bem como seus benefícios e limitações, para ajudar as empresas a integrar as informações sobre materiais no processo de desenvolvimento de produtos.

Inteligência de materiais reunida para você

A GRANTA acumulou mais de 20 anos de experiência ajudando organizações a gerenciar informações sobre materiais. Informações valiosas e práticas recomendadas estão descritas no novo white paper “Como resolver com eficiência o desafio do gerenciamento de dados de materiais para projetos e simulação”.

Engenheiros utilizam o Ansys GRANTA MI para o gerenciamento de materiais.

O gerenciamento de materiais com o Ansys GRANTA MI melhora a produtividade dos times de engenharia.

Ao superar os desafios associados ao gerenciamento de materiais e garantir que os materiais ideais sejam usados durante o projeto do produto, as empresas conseguem:

  • Aumentar a produtividade da equipe.
  • Melhorar a qualidade do produto.
  • Reduzir as iterações de design.
  • Reduzir o tempo de lançamento do produto no mercado.
  • Economizar tempo e dinheiro.

 



Computer Simulation Specialists

Possui mais de 20 anos de atuação e reúne experiência e conhecimento em engenharia e ciência da computação, oferecendo ao mercado soluções completas em simulação computacional e desenvolvimento de software científico em engenharia. Destaca-se nas áreas de análise estrutural, fluidodinâmica, eletromagnética e simulação de partículas.


Ver mais postagens