Logo da ESSS do Loading

Software

Engenharia de poços

Alguns dos desafios enfrentados pela indústria de perfuração incluem manter o controle de pressão - para que não haja risco de blowout ou colapso do poço ou mesmo perda de circulação -, cimentar adequadamente, remover cascalhos, atender aos requisitos de fluidos de perfuração, manter o poço na direção correta etc. Além disso, é importante superar estes desafios no menor tempo possível, pois cada segundo de tempo de perfuração representa um gasto financeiro. Contar com soluções de software personalizadas pode tornar o processamento de dados mais rápido e consequentemente agilizar tomada de decisões.

Melhore sua limpeza de poço

Uma limpeza eficiente de poços pode evitar problemas como aprisionamento de coluna, redução da taxa de penetração, torque excessivo e aumento da pressão no anular. Cuidados devem ser tomados especialmente em poços direcionais e horizontais, nos quais o acúmulo de cascalhos é favorecido pela força da gravidade. Para monitorar estes problemas, a ESSS desenvolveu o Ecohid, uma ferramenta para simular a movimentação de cascalhos, modelando matematicamente o transporte de sólidos causado pelo fluxo no anular e outros aspectos importantes do projeto hidráulico. Resultados de simulação podem ser acessados de maneira segura de qualquer lugar do mundo, através de um ambiente de simulação colaborativo e intuitivo.

Supere problemas na perfuração de sal

Perfurar através das zonas de sal pode ser muito complicado devido à solubilidade e à deformação das rochas salinas. A aplicação de fluidos sintéticos foi apresentada como uma solução para esses poços, a fim de diminuir a transferência de massa entre rocha e fluido, mas seu uso pode ser financeiramente custoso. Portanto, a previsão do impacto causado pelo fluido de perfuração na formação de sal é muito valiosa. A ESSS tem o know-how necessário para simular a circulação de fluidos durante a perfuração e a cimentação, calculando tanto a concentração de sal no fluido quanto o alargamento do poço, buscando assim vantagens no planejamento da perfuração das zonas salinas.

Cimente com segurança

Falhas em uma operação primária de cimentação podem causar efeitos prejudiciais: desde a possibilidade de criar comunicação indesejada entre formações até ser a principal causa de um blowout. Assim, a cimentação é um passo extremamente importante na perfuração e completação. O uso de simuladores computacionais, a fim de prever possíveis dificuldades e monitorar a operação em tempo real, é imprescindível ao projeto da operação e à análise de campo. É possível simular a circulação de fluidos durante as operações de cimentação, determinando as pressões, vazões e tensões presentes em pontos ou seções das tubulações durante a descida da coluna.

Acelere a tomada de decisão

Durante a perfuração, é comum manter a pressão anular na janela entre a pressão de poros e a pressão da fratura, evitando assim tanto o influxo de fluidos quanto a geração de uma fratura. Atualmente, o controle de eventos indesejados é realizado por especialistas em análise de dados de PWD, que coletam e analisam os dados em tempo real. PWDa é ferramenta computacional da ESSS para manipular, simular e analisar dados de pressão. É capaz de detectar eventos, determinar suas possíveis causas e auxiliar na tomada de decisões, otimizando assim o tempo total de perfuração e reduzindo custos.

Remova incrustações com o menor custo

Em operações de waterflooding, é comum que a água de injeção seja incompatível com a água de formação, o que provoca a precipitação de sais tanto dentro do reservatório quanto em equipamentos de superfície e subsuperfície. Assim, as operações de remediação para remover sólidos e resíduos de fluido de perfuração têm um impacto importante na produtividade do poço. A ESSS fornece soluções para determinar volumes e vazões necessárias para remover estes sólidos, através da simulação da circulação de fluidos e interações fluido-sólido, considerando a geometria do poço.